A maioria dos adultos, está atualmente envolvida em um mundo cheio de projetos. Redecorar a casa, planejar um evento, decidir como suas ações podem impactar as pessoas mais próximas e a comunidade são exemplos de situações em que é necessário resolver situações de formas ativas e criativas.  

Dos mais simples aos mais complexos, esses desafios podem requerer diversas competências, como pensamento crítico, colaboração, comunicação efetiva e criatividade, principalmente quando se pensa em diferenciação.

E como preparamos os adultos de amanhã para enfrentarem possíveis desafios por meio de uma aprendizagem ativa e significativa?

A International School trabalha com PBL (Project-Based Learning ou Aprendizagem Baseada em Projetos) como uma das bases do programa LearnMakers e da coleção The Game Changers, nossa proposta para o Ensino Médio.

Todos os projetos se iniciam com uma pergunta-âncora, uma questão a respeito da realidade dos alunos que não é facilmente respondida e requer investigação. A partir desse questionamento, o professor pode averiguar o quanto os alunos já sabem acerca do tema proposto e o que deve ser explorado. Um exemplo de pergunta que poderia gerar um projeto é “Como podemos tornar nossa escola mais sustentável?”

Os alunos, então, são encorajados a se tornarem especialistas no assunto. Geralmente em grupos, identificam recursos e meios para entenderem melhor o tópico apresentado usando tecnologia, fazendo entrevistas, avaliando fontes, pesquisa de campo, entre outras possibilidades. Seguindo com o nosso exemplo, os alunos entenderão os conceitos de sustentabilidade e de experiências de sucesso, processos, narrativas, negociação, análise. Assim, ativando e desenvolvendo diversas competências cognitivas, inter e intrapessoais.

Após esse estágio de pesquisa e avaliação, tendo o professor como facilitador e mediador, os projetos são apresentados das mais diversas formas: de peças teatrais a vídeos stop-motion, de pôsteres com infográficos e colagens a maquetes com material reciclado. É o momento de afirmação do aluno como protagonista, responsável pelo seu produto e refletindo no processo que o levou até esse momento.

Trabalhar com projetos traz aos nossos alunos o sentimento de autoria, reflexão sobre processos que são executados além dos meios tradicionais através do desenvolvimento de um ambiente seguro e propício para tentativas e colaboração.

Sendo assim, o aluno independente de hoje se torna o adulto transformador do amanhã.

#QueTalJuntos?

Fonte: Blog – International School.

Leave a Reply

× Como posso te ajudar?